Carnaval sobre as águas em Veneza

A chegada na pequena ilha localizada ao leste da Itália assusta. Centenas de pessoas puxando suas malas de rodinhas em meio a crianças, jovens e adultos mascarados e fantasiados. Os Vaporettos, ônibus aquáticos que percorrem os canais da cidade, saem lotados das estações. Os restaurantes ficam super movimentados e as gôndolas sempre prontas para iniciarem mais um passeio romântico. É carnaval em Veneza!

IMG_5555

Enquanto no Rio de Janeiro as escolas colocam a Marquês de Sapucaí para sambar, lá o mistério toma conta de cada esquina. Pierrôs caminham pelas ruas com máscaras de porcelana e roupas enfeitadas com plumas. Colombinas atravessam as pontes como se estivessem flutuando sobre as águas. Casais com roupas medievais posam para os turistas fotografarem e registrarem suas belas produções. São cortejos históricos com costumes de época. Barulho, só mesmo das pessoas conversando. Música é algo que não se ouve no carnaval veneziano. É o romantismo que impera.

IMG_5415

É hora de esquecer quem você é e o que faz e deixar a imaginação correr livremente. Se quiser, máscaras e costumes estão à venda nas lojas e barraquinhas da cidade. Escolha a que mais combina com você e deixe que ela seja sua cúmplice. Tem também a ‘bauta’, típica máscara veneziana, que se tornou símbolo do carnaval. Junto a ela, vista-se com chapéu e casaco pretos e caminhe sem ser reconhecido. Compre confetes e vá colorindo seu percurso. Se preferir ficar apenas observando a festa, saia sem destino e não se preocupe se ficar perdido em meio a tantos canais, pontes e ruelas. Os mascarados podem te ajudar a retornar quando quiser. Ande sem rumo e assistas às diversas apresentações realizadas nas praças de Veneza. Nunca haverá melhor chance de conhecer esta festa, que, a cada ano, revela novas surpresas.

IMG_5604

Pelos canais venezianos

Como no carnaval a cidade fica muito movimentada, algumas dicas podem ser preciosas para quem quiser visitar Veneza nessa época do ano. Fazer a reserva nos hotéis com bastante antecedência é essencial para garantir uma boa localização e conforto. Mas não se preocupe. A cidade é muito bem preparada para receber turistas. São diversas opções de hotéis, hostels e guests houses, com os mais variados preços. Restaurantes e lanchonetes estão por toda parte. Coma os deliciosos brioches de creme, doughnuts e pães e experimente a típica massa italiana acompanhada de um bom vinho. De preferência, sentado à beira dos canais, observando o vai e vem de gôndolas e barcos.

DSCN8619

Na ilha principal de Veneza, carros não entram. Desta forma, só existem duas formas de se locomover: a pé ou pela água. Além das famosas – e caras – gôndolas, há os Vaporettos, que cobrem toda a extensão da ilha. Mas a caminhada ainda é a melhor opção.  No entanto, nunca saia em cima da hora para compromissos, pois, com as ruas terminando de repente e mudando de nome a cada esquina, ficar perdido é lei. Mas é tudo uma delícia, com um cenário tão inspirador.

IMG_5521

Separe um dia para acordar cedo – enquanto a multidão ainda não tomou conta das ruas – e apreciar a Piazza San Marco, Patrimônio da Humanidade. É lá que está a basílica de mesmo nome, uma das mais exóticas catedrais da Europa, a qual exibe uma surpreendente coleção de mosaicos, como “A Chegada do Corpo de San Marco”, na fachada. Visite também o Palazzo Ducale, antiga residência dos doges, governantes de Veneza, erguido no século IX. Suba até o topo da Campanile, construção mais alta de Veneza, erguida para servir de orientação às embarcações, e aprecie a deslumbrante vista da cidade. Veja as horas na Torre do Relógio, que exibe as fases da lua e os signos do zodíaco, representados em azul e dourado no grande relógio. No alto está a figura do leão alado de San Marco, símbolo de Veneza.

IMG_5436 Campanile

IMG_5446 Basílica San Marco

Há ainda a Ponte Rialto, construída em forma de arco, localizada no grande canal. Ela é a mais antiga e famosa da cidade. E também a Ponte dos Suspiros. Apesar do nome sugerir algo romântico, na verdade, a ponte ligava o Palácio Ducal a uma prisão. E as pessoas ali encarceradas passavam pela pequena ponte, de onde podiam ver, pela última vez, a sua liberdade. Daí os suspiros de tristeza.

IMG_5509 Ponte Rialto

Veneza é uma cidade inesquecível, que dá vontade de voltar sem nem mesmo ter saído de lá. Eu quero voltar o quanto antes, de preferência, fora do carnaval, para vê-la e conhecê-la melhor! Mas, de toda forma, afirmo que são poucos os locais que conseguem reunir tanta personalidade, beleza, romantismo e inspiração.

Para mais informações sobre Veneza, visite o site oficial da associação turística. Lá estão tarifas, sugestões de itinerários e dicas sobre a cidade, que, para sempre, ficará gravada na memória!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s