Residência permanente, entenda o processo

Primeiramente, gostaria de me desculpar com vocês pela ausência no último mês! Vocês sabem como a vida é corrida em qualquer canto do mundo. E, especialmente, neste mês, recebi visitas ilustríssimas (minha irmã e meu cunhado) e, claro, acabei ficando por conta deles, matando a saudade sem fim! Também estive um pouco ocupada com o processo final da obtenção do Permanent Resident Card, mais conhecido como Green Card. Muitas pessoas têm dúvida de como obtê-lo, principalmente aquelas que desejam morar aqui e poder trabalhar. Eu mesma não fazia ideia de como é o processo de obtenção, mas tinha em mente que era algo complicado.

Na verdade, são vários os motivos que possibilitam aplicar. Mas, a primeira coisa é deixar claro que o Green Card não é um tipo de visto. Os vistos permitem entrar no país com objetivos específicos, como turismo, trânsito, trabalho, estudos, etc., por um determinado período, podendo ou não ser prolongado na época do vencimento. Já o Green Card é uma permissão de residência no país por tempo inesgotável. Ou seja, você pode entrar e sair à vontade e viver praticamente como um cidadão americano (lembrando que alguns direitos são exclusivos do cidadão), desde que cumpra com as leis do país e com outras exigências específicas ao residente permanente.

Bom, os motivos para aplicar para obtenção do Green Card são vários, como graus de parentesco de cidadãos americanos; patrocínio de empregadores – que começa com o visto de trabalho e, mais tarde, pode ser convertido em aplicação para o Green Card -; casamento com cidadão americano; e, por fim, loteria! Sim. Loteria mesmo, tipo Mega Sena. A cada ano, o governo americano sorteia uma certa quantidade de Green Cards para moradores de outros países que desejam imigrar. Porém, nós brasileiros não podemos nos cadastrar mais por já sermos muitos por aqui! Admito que fiquei admirada com esta informação, pois nunca imaginei que se poderia ganhar a residência em um país pela loto! Algo, no mínimo, curioso!

Welcome to the USA. Immigration Welcome Letter and Green Card Closeup. United States Homeland Security.

Mas, aqueles que têm direito à aplicação, podem seguir dois caminhos: 1- contratar um advogado de imigração para cuidar de todo o processo, pois eles conhecem bem todos os passos a serem dados e podem ajudar em cada detalhe; 2- contratar a minha sogra!! Brincadeiras à parte, podem fazer por conta própria, que foi o caminho que escolhi, uma vez que não é nenhum bicho de sete cabeças. Mas eu tive a vantagem de contar com a grande ajuda da minha sogra, que já havia feito o processo algumas vezes e sabia todos os formulários que eu deveria preencher, parte mais complicada do processo a meu ver, pois um formulário, algumas vezes, só é válido com o preenchimento de um segundo. Por isso a dica mais importante é: leia as instruções de cada formulário antes de preenchê-lo e vá anotando cada documento que você precisará enviar junto, como certidões, identificações, outros formulários, etc. Tudo pode ser encontrado no site da imigração.

Com estas informações em mãos, basta preencher os formulários (com muita atenção e boa memória, pois é tudo em inglês e eles nos perguntam endereços de onde moramos em 1900 e bolinha!), juntar os documentos (originais e/ou cópias) e enviar para o escritório indicado de acordo com seu local de moradia.

A partir daí, é começar a contar os dias para receber as diversas correspondências que eles mandam. No caso da aplicação por meio do casamento, o processo é bem rápido – cerca de três meses desde o envio dos documentos até o recebimento do cartão de residência permanente. Neste período, eles enviam uma carta informando o recebimento dos documentos; uma agendando a coleta das impressões digitais e foto (já para o Green Card, então, vá arrumadinho). Na terceira, informam se o pedido de permissão de trabalho foi aceito ou não. Na quarta, enviam o cartão de permissão de trabalho. Na quinta, marcam uma entrevista para ser feita com o casal.

Esta é a parte que as pessoas mais ficam apreensivas, pois, por muitas vezes, os entrevistadores separam os casais para checar se eles realmente se conhecem ou se o casamento foi realizado somente com o objetivo de obter a residência. Mas, não há para que ter medo. A entrevista é super tranquila e esta situação só ocorre caso o entrevistador desconfie da veracidade do casamento. Ao final da entrevista, você já sabe o resultado da petição e, em uma semana já recebe o cartão e pode comprar as passagens para ir pro Brasil!!!! Porque vamos combinar: voltar pra casa é bom demais!

green_card

* Travel3 USA é uma coluna escrita para a revista Travel3, publicação de origem mineira, mas que não tem limites para viagens mundo afora. Acompanhe por aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s