Carteira de motorista sem burocracia!

Enquanto no Brasil a gente leva muito tempo e gasta rios de dinheiro para tirar carteira de motorista, uma vez que temos que cumprir carga horária de curso de legislação mais um mínimo pré-estabelecido de horas/aula de rua, aqui nos Estados Unidos o processo é rápido e barato! Quer dizer: a velocidade só depende de você!

Aqui, para maiores de 18 anos, e quem já tem carteira de outro país (meu caso) é assim: você vai ao Departamento de Veículos Automotores (DMV) e pede o livro das leis de trânsito. Ele é um pouco extenso, mas bem simples. O básico é o básico e o que muda são algumas leis. Após ler o livro e praticar simulados disponibilizados no próprio aplicativo do DMV, você marca para fazer a prova de legislação e paga o valor de U$ 33. São 46 questões de múltipla escolha e precisa-se acertar, pelo menos, 38. Ah, e ainda se tem a vantagem de, se reprovado, poder tentar mais duas vezes!

MG_4728_edit

Passando na prova escrita, imediatamente é emitida a permissão para dirigir – válida até que se passe no exame de rua – e já se pode marcar o teste de direção (mesmo tendo carteira de outro país, devemos fazê-lo). O bom é que, com a permissão, já podemos dirigir, desde que tenhamos um adulto habilitado ao nosso lado.

Marcado o exame de rua, basta ir ao DMV, acompanhado de uma pessoa habilitada (sempre!), para fazer o teste. Ele é bem rápido e fácil. Aqui, eles não têm a intenção de fazer pegadinhas e de te reprovar, para que você seja obrigado a pagar por mais aulas… O que eles querem saber é se você conhece as leis de trânsito e se não oferece nenhum risco nas ruas. Pedem o básico: mudar de faixa, dar ré, fazer conversões à esquerda e à direita, estacionar e só! E o melhor: você faz o teste em seu próprio carro e não precisa se preocupar com controle de embreagem, sendo que aqui 90% dos carros são automáticos! Na mesma hora você já sabe o resultado e pega sua carteira provisoria até a permanente, com validade de cinco anos, chegar! Bão ou não??

driving2n-1-web

P.S. Pessoas que não sabem dirigir não precisam fazer aulas de rua. Aquele adulto, que tem habilitação válida, pode te ensinar usando o próprio carro. Somente menores de 18 anos precisam cumprir algumas horas de aulas com instrutores credenciados.

* Travel3 USA é uma coluna escrita para a revista Travel3, publicação de origem mineira, mas que não tem limites para viagens mundo afora. Acompanhe por aqui.

Anúncios

Walnut Creek, a mais linda cidade da Bay Area!

Três meses após minha chegada, posso dizer que estou, parcialmente, ambientada. A saudade ainda aperta e me faz saber que o Brasil é, definitivamente, o meu lugar! No entanto, eu vim por livre e espontânea vontade e vou seguindo super feliz com minha nova vida, cheia de descobertas e aprendizados.

Moro em uma cidade linda, segura, limpa e com pessoas educadas. Até o nome é uma graça: Walnut Creek, traduzindo, riacho de nozes, representado, logicamente, por um riacho que percorre boa parte da cidade e por inúmeros esquilos que aqui vivem, comprovando que, por aqui, tem nozes!

Aqui os dias são lindos, sem uma nuvem no céu. Agora estamos em pleno outono, com as folhas das árvores mudando de cor, temperaturas baixando, indo dos 9 aos 18 graus Celsius, e a noite chegando mais cedo, por volta das 17h30! Uma deliciosa forma de nos prepararmos para a chegada do inverno!

Árvores vermelhas! Mais lindo outono do mundo!

Típico outono norte-americano!

Na cidade, as ruas são largas e arborizadas. O centro, minha nossa! Segura o bolso! O Broadway Plaza, shopping center daqui, é a céu aberto e traz lojas como Neyman Marcus, Apple, Coach, Sephora, Kate Espade, Victoria Secret, Bare Minerals, entre outras. Além disso, lojas como Forever 21, Macy’s, Nordstrom e Target também estão por aqui! Percebo que muita gente de cidades vizinhas vem a Walnut Creek para compras ou até mesmo para aproveitar a noite agitada e a infinidade de restaurantes. Um receptivo e tanto, não é mesmo?

Simpática pracinha no centro de Walnut Creek

Simpática pracinha no centro de Walnut Creek

Quem for visitar São Francisco, vale a pena pegar o carro e conhecer as cidades da Bay Area, lindas, aconchegantes e com diversas atrações, a começar pela Bay Bridge, a ponte que divide San Fran da região! Mapa nas mãos e divirta-se!

* Travel3 USA é uma coluna escrita para a revista Travel3, publicação de origem mineira, mas que não tem limites para viagens mundo afora. Acompanhe por aqui.